Negociações com o SINEPE são retomadas nesta semana

Após cancelamento das reuniões da última semana por parte do sindicato patronal, nesta terça-feira a negociação salarial foi reiniciada. Neste 4 de maio o debate foi na câmara da Educação Superior, com ênfase nos onze itens ainda sem consenso entre as categorias. 

Sobre o reajuste salarial, a proposta apresentada na última reunião pela patronal (de parcelamento do INPC até 2024) foi rejeitada pelos trabalhadores. Após novos debates, a proposta que será avaliada pelos trabalhadores é de abono de 2,22% em agosto, acréscimo de 2% em janeiro/22, reajuste de 4,22% em março, e integralização do INPC (2%) em agosto/22.  

Também foram analisadas as cláusulas sobre os meios de registro de jornada de trabalho, ajustes de redação em quatro pontos da CCT, documentos exigidos para comprovação de união estável, implementação da Lei Geral de Proteção de Dados, banco de descanso para os intervalos, garantias na suspensão do contrato de trabalho, entre outros. Ainda, sobre a sugestão da patronal para alterações no texto sobre o Adicional por Tempo de Serviço, passando os novos contratados a terem direito de 1,5% de reajuste a cada quatro anos, com limite de 15%. 

O coletivo dos Técnicos e Administrativos apresentou ainda um pedido de desconto de 50% nas mensalidades para um segundo curso. Na próxima semana o ajuste de todos os itens deve ser finalizado, dando o encaminhamento final para a proposta que será avaliada e votada pela categoria. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *