Após denúncias, sindicatos entram na justiça contra Rede Cenecista

Ao não obter sucesso nas várias tentativas de contato e negociação com a Rede Cenecista, Sintep Vales, Sintep Serra, Sintae/RS e Sinteep Noroeste acionaram a justiça nesta terça-feira (07/07). De acordo com denúncias de trabalhadores, a instituição vem praticando irregularidades desde o início da pandemia de Covid-19, incluindo ameaças de demissão no caso de não assinatura de um acordo prejudicial para a categoria, não pagamento do salário de junho, além de fechamento da unidade.

“É de nosso conhecimento que a Rede Cenecista, desde março, não paga os salários na integralidade. Agora, segundo as denúncias que recebemos, estão pressionando e ameaçando os trabalhadores para assinarem um acordo individual de redução de carga horária, retroativo a março, para que a instituição não precise pagar a diferença salarial. Isto é inaceitável”, afirmou a diretora de Administração do Sintep Vales, Neca Giordani.

Além do pagamento das diferenças nos salários de março a junho (com as multas correspondentes), entre outros pontos, a petição exige que a instituição reestabeleça imediatamente a carga horária e salários dos trabalhadores praticados antes da redução, e a anulação dos acordos individuais já assinados, uma vez que não há Acordo Coletivo de Trabalho ou Lei autorizando essa redução, e os trabalhadores relataram se sentir coagidos a assinar esses termos individuais.

Trabalhadores que tenham novas denúncias devem procurar o seu sindicato, através dos contatos disponíveis no site de cada entidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *