Atraso no pagamento das verbas rescisórias da Aelbra

Ainda na noite de terça-feira (07/01), ao saber do não pagamento por parte da AELBRA dos valores referentes aos acordos firmados com os trabalhadores que foram desligados da instituição, a direção do Sintep Vales buscou informações atualizadas sobre o motivo deste não pagamento. Desde as primeiras horas de hoje (08/01), a diretoria do sindicato esteve na Aelbra atrás de respostas junto a direção da instituição.

Conforme informado pela Universidade, o pagamento não pôde ser realizado devido a não liberação pelo juízo da recuperação judicial. “Em relação ao pagamento das parcelas dos acordos de parcelamento das verbas rescisórias, vencidas em dezembro de 2019, a Instituição aguarda pronunciamento do juízo da RJ.”, diz a nota.

Lembramos a todos que nós, Sintep Vales, repassamos as informações para a categoria na medida em que vamos recebendo da direção da Aelbra.

Nosso papel, enquanto sindicato, é cobrar e fiscalizar para que os valores sejam pagos conforme foi acordado. Ainda, vale ressaltar que o pagamento das verbas rescisórias é uma conquista do sindicato, após muita cobrança, e foi aprovado pelos trabalhadores em assembleia realizada na própria instituição.

 

SAIBA MAIS

Informações sobre os acordos com a Aelbra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *