Sindicatos chegam a um acordo para biênio 2018-2019 na educação infantil. Proposta será avaliada em assembleia

Após negociação complicada em 2018, quando não houve consenso, neste ano o cenário foi diferente nas reuniões entre o Sintep Vales, junto dos demais sindicatos representantes dos técnicos e administrativos, e o Sindicreches. Na última reunião da campanha salarial, ocorrida na terça-feira (25/06), os sindicatos chegaram a um acordo, que agora será avaliado e votado pelos trabalhadores.

Mais complexa que outras negociações, este ano foi colocado na mesa novamente o debate 2018-2019, assim como 2019-2020. Além de manter os benefícios conquistados em anos anteriores, os dirigentes sindicais acordaram um reajuste de 7,07% para a educação infantil, sendo 2% a partir dos salários de maio de 2018, e 5,07% a partir de maio de 2019. Este reajuste deverá ser aplicado por todas as instituições que não concederam nenhum aumento nos últimos dois anos. “Algumas escolas deram o reajuste menor que 2% em 2018. Essas deverão apenas complementar a porcentagem para chegar ao valor acertado neste ano”, afirmou Neca Giordani, diretora de administração do Sintep Vales.

O pagamento dos valores retroativos será feito nos meses de julho e agosto. Os trabalhadores poderão avaliar e votar a proposta em assembleia no dia 5 de julho, com primeira chamada às 19 horas, na sede administrativa do Sintep Vales.

Confira alguns pontos debatidos na mesa de negociação:

* Pisos salariais a partir de 1º de maio de 2019 (para 220 horas mensais);

  1. a) Auxiliar de educação infantil, monitor, profissional de apoio, educador assistente e assistente de educação: R$ 1.162,80
  2. b) Trabalhadores em geral (servente, portaria, cozinheira e serviços gerais): R$ 1.098,00;
  3. c) Auxiliares administrativos (secretaria): R$ 1.162,80;
  4. d) Serviços de apoio especializado (psicólogo, pedagogo diretor e odontólogo): R$ 2.426,40;
  5. e) Instrutor de oficinas: R$ 9,10 por hora.

* Faltas justificadas: serão disponibilizados dois turnos por semestre para acompanhar pais com idade acima de 65 anos ao médico.

* No município-sede do sindicato profissional e nos municípios-sede das delegacias regionais do mesmo, por esse, expressamente credenciadas, será obrigatória, a partir de julho de 2019, a assistência do sindicato profissional nas rescisões contratuais, inclusive quando as mesmas forem de iniciativa do empregado, desde que este possua um ano ou mais de tempo de serviço no estabelecimento de ensino.

* Na assembleia, os trabalhadores da educação infantil também avaliarão a proposta de desconto de uma contribuição assistencial em favor do SINTEP VALES, correspondente a 2% da remuneração do mês de julho, bem como o prazo para oposição a esse desconto. Durante as negociações com o SINDICRECHES foi acordado que, além de eventual direito de oposição, caso aprovada a contribuição, será concedido um prazo adicional de 60 dias contados do desconto para que o trabalhador possa manifestar sua discordância e requerer o ressarcimento.

* O dia 15 de outubro de 2019 será considerado dia do trabalhador da educação infantil e nesse ano será comemorado no dia 14 de outubro de 2019, data em que não haverá atividades, nem compensação das respectivas horas não trabalhadas.

Dúvidas serão esclarecidas na assembleia geral para analisar e votar a proposta. Esse é o momento para o trabalhador expressar sua opinião. Participe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *